Made in Brazil

ALUGUEL sem DOR de CABEÇA

A imobiliária on-line QuintoAndar facilita o processo de locação de imóveis no Estado de São Paulo, otimizando tempo e bancando o seguro-fiança dos inquilinos

POR VITÓRIA BATISTOTI | FOTOS GUILHERME CASTOLDI

letra-O-made-in-brazilVale do Silício, no Norte da Califórnia, nos Estados Unidos, é o maior berço de empresas de alta tecnologia do mundo. Foi ali que Steve Jobs desenvolveu a Apple, que Mark Zuckerberg elaborou a rede social fenômeno Facebook e que plataformas revolucionárias como Uber e Airbnb nasceram. E foi nesse  território de inovação digital que o administrador Gabriel Braga, 34 anos, e o engenheiro de computação André Penha, 36, inspiraram-se para criar, no início de 2013, a imobiliária on-line QuintoAndar.

Sem lojas físicas, todas as etapas do processo de locação de imóveis ocorrem por meio de uma plataforma digital, disponível em versão para desktop e como aplicativo.

Priorizando a rapidez e a comodidade dos cliques, as dores de cabeça que costumam surgir na vida de inquilinos e proprietários não têm vez no projeto desenvolvido pelos colegas mineiros em uma pequena sala de reunião da Universidade de Stanford, onde cursavam um MBA em administração empresarial.

Durante um fim de semana de agosto de 2012, regado a brainstorms e a caixas de pizza, a dupla criou uma alternativa para o mercado de aluguéis do Brasil, área que, segundo o IBGE, mobiliza cerca de R$ 200 bilhões por ano. “A gente queria resolver com um produto bacana um negócio que fosse considerado uma ‘dor profunda’ e estivesse inserido em um grande mercado. Alugar apartamento veio logo à cabeça, pois é um processo chato, antigo e cheio de burocracia”, explica André.

A primeira versão do site entrou no ar em fevereiro de 2013, quando os dois voltaram ao Brasil. A cidade escolhida para inaugurar a plataforma foi Campinas, onde André já havia morado e local em que o custo para alugar um escritório e contratar mão de obra era mais acessível. Em um ano, a ideia cresceu e chegou à capital paulista. Hoje, o QuintoAndar atua também em outras seis cidades, incluindo Osasco e o ABC.

Na plataforma, os imóveis são catalogados com fotos padronizadas e registradas por profissionais contratados pela própria empresa. E é possível utilizar a ferramenta do Google Street View para explorar melhor a região de cada propriedade, permitindo que o inquilino localize mercados, escolas e transporte público nas proximidades. Além disso, há informações como se o prédio aceita animais de estimação ou se possui áreas comuns. “Quanto mais dados cedermos para o cliente, menor a necessidade de ele visitar um apartamento que não pretende alugar.

As escolhas são feitas com maior clareza”, diz André.

Caso se interesse por algum imóvel, a pessoa pode agendar a visita com apenas um clique. Ela será acompanhada por um dos corretores credenciados do QuintoAndar, que usam um aplicativo otimizador de rotas de visitas.  Após conhecer o imóvel, o interessado recebe uma notificação do aplicativo ou um e-mail perguntando se gostou e se deseja fazer uma proposta ao dono, que pode aceitar ou não as solicitações pedidas. “Quando ambos coincidem e fecham um acordo, nossa equipe é acionada e se inicia a etapa de análise de documentos. O cliente envia um documento com foto e comprovantes de residência e de renda. Avaliamos se a renda é suficiente e no prazo máximo de 24 horas respondemos se está aprovado.”

Na etapa final, a maior regalia da empresa aparece: o contrato eletrônico com seguro-fiança já embutido, que começou a valer desde novembro de 2015. Para ser aceito, o documento, então, requer apenas as assinaturas digitais dos envolvidos, sem precisar ir ao cartório. Além de descomplicado, o processo inteiro é realizado em torno de quatro dias — nas imobiliárias convencionais o inquilino aguarda em média quarenta dias até pegar as chaves.

A plataforma também facilita a vida do proprietário do imóvel, já que ele tem acesso direto à proposta feita e a segurança de que receberá sempre em dia: mesmo que o pagamento do aluguel atrase, a seguradora parceira da startup cobre os custos do inquilino. Em troca, ele tem de ceder o primeiro mês de aluguel à imobiliária e 8% de seu valor nos meses seguintes.

A fórmula está prosperando, já que o QuintoAndar cresce, desde novembro de 2015, aproximadamente 25% ao mês.

No entanto, essa ascensão não prejudicou a essência despojada da empresa, que só cobra código de vestimenta em dias temáticos, como na Formal Friday, por exemplo. No dia a dia, chinelos e bermudas são bem-vindos, sem nenhum julgamento dos cofundadores nem dos coordenadores do negócio, que não possuem mesa fixa ou sala pessoal no escritório localizado no 13º andar de um edifício da Avenida Paulista.

Não, a empresa não está no quinto andar. “Como propomos algo inovador e antiburocrático, queríamos um nome que aproximasse as pessoas. E, por questão de sonoridade, surgiu QuintoAndar”, conta André. Mas, se não tem um quinto andar para a empresa, tudo bem. Existem outros. “Vamos migrar também para o 14º porque esse espaço está ficando pequeno para nós.” Em 2017, o objetivo é alcançar novos andares, agora em outras cidades brasileiras.

quintoandar.com.br

0
mil

visitas em apartamentos foram realizadas pelo QuintoAndar em dezembro de 2016

0

é o número de funcionários da empresa; 40 são engenheiros da computação

US$
0
milhões

foram investidos na startup em dezembro passado pelo Acacia Partners, fundo de Nova York

0
%

do valor do seguro-fiança  é bancado pela plataforma, para todos os inquilinos

voltar-para-o-sumario