Do terraço do bed and breakfast em que estava hospedado, escolhido justamente pela localização privilegiada, Alexandre fez esta foto em longa exposição do monumental Coliseu, maior símbolo da capital italiana

Cidade

ETERNA

DESCENDENTE DE ITALIANOS, O FOTÓGRAFO PAULISTANO ALEXANDRE AVILLA REVISITOU SUAS ORIGENS EM JULHO DE 2016, QUANDO PASSOU UMA TEMPORADA NO PAÍS EUROPEU FAZENDO TURISMO E REGISTRANDO IMAGENS. EM ROMA, ELE CLICOU A ARQUITETURA, O POVO E CENAS COTIDIANAS QUE REVELAM TRAÇOS DE UM PASSADO GLORIOSO

Durante uma caminhada entre o Coliseu e o Vaticano, o fotógrafo fez estes dois registros urbanos de Roma: abaixo, um Cinquecento, clássico carro italiano; acima, prédios em uma das ruas estreitas da cidade

Enquanto fotografava uma cavalaria que passava na rua,

Alexandre foi surpreendido por este grupo de freiras caminhando em sua direção. Não resistiu e registrou a imagem.

Uma Vespa estacionada em frente a uma norcineria, loja que vende produtos feitos a partir de carne suína

No interior do Coliseu é possível ver de perto as ruínas do anfiteatro construído com areia e concreto durante o Império Romano. Estimase que o monumento tivesse capacidade para receber entre 50 e 80 mil espectadores

voltar-para-o-sumario